terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

E por falar em saudade...

...onde anda voce...
A palavra saudade, vem do latim solitas, solitatis (solidão) e também recebeu influencia da palavra saúde.
Segundo a lenda, essa palavra saudade surgiu na época do descobrimento do Brasil, quando os portugueses estavam em terras estranhas e longe de seus familiares.
Para sentir a saudade é preciso perder alguém ou estar longe deste alguém.
Eu ando com saudades de fases da minha vida, de pessoas que estão longe de mim...
Como já sabemos saudade só existe na lingua portuguesa. 
Segundo a BCC de Londres, essa é a 7ª palavra mais dificil de ser traduzida.
Se é dificil traduzir imagina explicar!
Pra entender a saudade do ponto de vista psicológico, eu fui buscar a compreensão teórica pra isso e ai o que encontro são muitos poetas cantando e recitando versos pra expressar a dor que esse sentimento nos causa.
Sim um sentimento, bem verdade ruim, pois causa dor.
Se perguntarmos: onde? Voce, eu, vamos dizer no peito e faz chorar! E pra essa dor não tem remédio.
Conseguimos acalmá-la com fotos, videos, e quando se está longe de nossos amados, hoje em dia temos o recurso da internet onde podemos ver nossos queridos pela camera.
A Biblia fala: " ...do coração procedem as saidas da vida." Provérbios 4:23.
É ali no centro da nossa vida que guardamos os nossos sentimentos os bons, maus, tristes e os saudosos.
Encerro o tema copiando um poema de Pablo Neruda
"Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já...
Saudade é amar um passado que ainda não passou,
é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida...
Saudade é sentir que existe o que não existe mais...
Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade,
aquela que nunca amou.
E esse é o maior dos sofrimentos:
não ter por quem sentir saudades,
passar pela vida e não viver.
O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido..."

Fonte de minhas pesquisas:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Saudade
http://www1.folha.uol.com.br/folha/bbc/ult272u398210.shtml