terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Prazer em conhecer!


Dizem que amigos são uma extensão da família ou até mesmo são mais do que irmãos.
E é verdade. Alguns deles nos conhecem tanto e estão sempre disponíveis.
Mas outro dia me peguei pensando no por que será que gostamos tanto de uns e de outros não, ou até mesmo nos causam mal estar.
Se alguns se comportam como uma extensão da família acabam participando da dinâmica familiar, portanto conhecem os conflitos internos. Portanto, entram no "jogo familiar", tanto para coisas boas como para as ruins. E aí podem ocorrer as críticas que tanto evitamos ouvir ou situações que já decidimos evitar, mas eles estão atentos e por que tem intimidade e conhecem nossos pontos fracos, nossas fragilidades, vem e atacam.
Agora a diferença está no ataque!
Alguns tem boas intenções e outros nem tanto, já agem com mais maldade, para ferir.
Já repararam que alguns amigos mudam de atitude em algum período da vida?
Parecem que são do contra, começam com críticas duras ou maldosas.
Qual seria a intenção por trás? Do que devemos nos defender?
Penso que para se evitar brigas desnecessárias, pois conflitos familiares são resolvidos em família e não com amigos, devemos ignorar a crítica.
Se voce é alguém que se conhece, não caia na crítica levantada por esta pessoa.
Ultimamente tenho prestado atenção em alguns lances feitos por "amigos", que são inábeis até mesmo para fazer um elogio, sabem receber, mas não são capazes de dar.
Interessante isso não? Me peguei pensando em que tipo de sentimento estaria por trás. Seria inveja? Mas também pensei, por que será que esta pessoa teria inveja?
Carregamos por toda nossa vida, desde que nascemos conteúdos inconscientes, como também, segundo Jung, (Psicanalista) disse que nós somos portadores de uma herança psicológica, quer dizer nosso lado emocional, também tem história, e não só aquela herdada de nossos pais.
Existem símbolos, imagens, que compõem nossa história e isso nos faz ligar em determinadas pessoas, tanto as que amamos como as que não amamos. Por que essa relação, ocorreu de maneira inconsciente.
Desde as estórias infantis, nos ligamos e também vivemos, a briga entre o bem e o mal, o bandido e o mocinho.
Portanto quando fazemos nossas escolhas, até mesmo de colocar alguém em nossa vida, essa pessoa já vem carregada de história e por incrível que pareça conectada a nossa. Aí este novo ou velho amigo, pode fazer parte do jogo do bem e do mal. Voce só vai cair no" conto da briga"ou dos desentendimentos se você não se conhecer!